Publicidade

Tite diz que, mesmo com vitória, Brasil sentiu a ausência de Neymar

Graças a um gol do volante Casemiro, seleção derrotou Suíça por 1 a 0

Por Agência Brasil - Rio de Janeiro - Edição: Fábio Lisboa em 29/11/2022 às 00:19:49
- Foto: Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados

- Foto: Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados

O técnico Tite afirmou que, mesmo com a vitória sobre a Suíça, a seleção sentiu a ausência do atacante Neymar (desfalque por causa de uma lesão no tornozelo direito). Porém, o treinador destacou o fato de a equipe ter outras opções para continuar triunfando na competição, como nesta segunda-feira (28) no Estádio 974, pelo Grupo G da Copa do Catar.

"Claro que o Neymar tem atributos diferentes. Ele, em um momento mágico, dribla e clareia. Ele tem essa qualidade", declarou o comandante da seleção em entrevista coletiva. "Então [a seleção] sente sim a ausência do Neymar. O poderio da equipe sente. Porém, temos atletas que podem dar conta do recado".

Segundo Tite, as opções que existem para substituir ausências importantes, como a de Neymar, são fruto do trabalho realizado nos últimos quatro anos na equipe canarinho: "Há um leque de opções porque há um processo de quatro anos de construção. Quem venceu hoje foi o processo, foi o tempo de quatro anos de uso de atletas para que eles possam desenvolver, ter a naturalidade, mesmo jovens, aproveitando em seus clubes e dando oportunidade".

Outro assunto abordado na entrevista foi a opção por escalar o zagueiro Éder Militão como titular da lateral direita. O jogador do Real Madrid (Espanha) venceu a disputa com Daniel Alves pela vaga de Danilo, que desfalcou o Brasil por lesão. "Você tem dois jogadores com diferentes características. Um de imposição [Militão], eu digo que ele tem turbo, consegue chegar na frente com uma consistência de marcação muito forte. O outro um articulador, um exímio construtor, que é o Dani", afirmou. "Essa foi a ideia, de ter um jogador para conter os jogadores de lado [da Suíça]".

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Publicidade

Comentários

Publicidade/Armarinho Morais