Publicidade/DigiSat

Lula se reĂșne pela primeira vez com ministros do STF apĂłs eleição

Presidente eleito diz que atuarĂĄ para reconstruir a união no Brasil

Por Agência Brasil - Brasília - Edição: Nádia Franco em 09/11/2022 às 20:17:05
- Foto: Nelson Jr. / SCO / STF

- Foto: Nelson Jr. / SCO / STF

O presidente eleito Luiz InĂĄcio Lula da Silva reuniu-se hoje (9) com ministros do Supremo do Tribunal Federal (STF) na sede da Corte. O encontrou foi um dos primeiros compromissos de Lula em Brasília após o resultado do segundo turno das eleições.

O encontro durou cerca de 50 minutos e teve a participação de dez ministros do STF. A única ausĂȘncia foi do ministro Luís Roberto Barroso, que estĂĄ em viagem institucional ao Egito, onde participa da ConferĂȘncia da Organização das Nações Unidas sobre Mudanças ClimĂĄticas (COP27).

De acordo com o tribunal, os ministros demonstraram preocupação com os investimentos em educação e meio ambiente no novo governo. Durante a conversa, Lula afirmou que "atuarĂĄ pela reconstrução da união do Brasil".

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e os advogados EugĂȘnio Aragão e Cristiano Zanin também estavam na comitiva que participou do encontro.

Após a reunião no STF, o presidente eleito se encontrou com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, e, em seguida, concedeu a primeira entrevista ao retornar à Brasília como presidente eleito pela terceira vez. Lula afirmou que pretende resgatar a harmonia entre os poderes.

"Eu me candidatei com o compromisso de que é possível resgatar a cidadania do povo brasileiro, de que é possível a gente recuperar a harmonia entre os poderes, de que é possível recuperar a normalidade da convivĂȘncia entre as instituições brasileiras. Instituições que foram atacadas, que foram violentadas por uma linguagem nem sempre recomendĂĄvel por algumas autoridades ligadas ao governo".

O presidente eleito disse ainda que "o tempo é de governar o país" e "não hĂĄ tempo para vingança".

"Vim aqui para dizer sobre o nosso respeito pelas instituições, da relação que a gente pretende manter com a CĂąmara dos Deputados, com o Senado. Não enxergo dentro da CĂąmara e do Senado essa coisa de Centrão, enxergo deputados que foram eleitos e que, portanto, a gente vai ter que conversar com eles para garantir as coisas que serão necessĂĄrias para melhorar a vida do povo brasileiro", completou.

Mais cedo, Lula também reuniu com os presidentes da CĂąmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Fonte: AgĂȘncia Brasil

Comunicar erro
Publicidade/Eletrotech

ComentĂĄrios

Publicidade/Armarinho Morais