Publicidade

Ipec: Lula passa de 46% para 47%, e Bolsonaro se mantém com 31%

Por Fonte: G1 em 19/09/2022 às 21:53:56
O ex-presidente Lula e o presidente Jair Bolsonaro ?- Foto: Carla Carniel/Reuters e Mauro Pimentel/AFP

O ex-presidente Lula e o presidente Jair Bolsonaro ?- Foto: Carla Carniel/Reuters e Mauro Pimentel/AFP

      • Em relação ao levantamento anterior do Ipec, de 9 de setembro, Lula passou de 46% para 47%; Bolsonaro se manteve com o mesmo percentual de então. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

        Segundo o Ipec, o resultado indica um cenário de estabilidade na disputa --a duas semanas da eleição.

        Ciro Gomes (PDT) segue com 7% das intenções, mesmo índice da pesquisa anterior. Simone Tebet (MDB) tinha 4% do Ipec da semana passada e agora tem 5%. Soraya Thronicke (União Brasil) se manteve com 1%.

        • Felipe d'Avila (Novo), Vera (PSTU), Constituinte Eymael (DC), Léo Péricles (UP), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB) foram citados, mas não chegam a 1% cada um.

          • Lula (PT): 47% (46% na pesquisa anterior, de 9 de setembro)
          • Jair Bolsonaro (PL): 31% (31% na pesquisa anterior)
          • Ciro Gomes (PDT): 7% (7% na pesquisa anterior)
          • Simone Tebet (MDB): 5% (4% na pesquisa anterior)
          • Soraya Thronicke (União Brasil): 1% (1% na pesquisa anterior)
          • Felipe d"Avila (Novo): 0% (1% na pesquisa anterior)
          • Vera (PSTU): 0% (0% na pesquisa anterior)
          • Constituinte Eymael (DC): 0% (0% na pesquisa anterior)
          • Léo Péricles (UP): 0% (0% na pesquisa anterior)
          • Padre Kelmon (PTB): 0% (não estava na pesquisa anterior)
          • Sofia Manzano (PCB): 0% (0% na pesquisa anterior)
          • Branco/nulo: 5% (6% na pesquisa anterior)
          • Não sabe/não respondeu: 4% (4% na pesquisa anterior)

          A pesquisa ouviu 3.008 pessoas entre os dias 17 e 18 de setembro em 181 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00073/2022.

          Destaques

          A pesquisa mostra que Lula vai melhor:

          • entre quem avalia negativamente a gestão Bolsonaro (foi de 76% para 78%);
          • entre os que vivem no Nordeste (63%, ante 61% do levantamento anterior);
          • entre as famílias com renda mensal de um salário mínimo (58%, ante 55% no levantamento anterior);
          • em residências em que ao menos uma pessoa receba auxílio do governo federal (55%, mesmo índice do levantamento anterior);
          • entre pessoas com ensino fundamental (58%, contra 55% na rodada anterior);
          • entre católicos (53%, contra 52% anteriormente);
          • entre pretos e pardos (52%, ante 50% no levantamento anterior);

          no levantamento atual, Lula passa a se destacar entre eleitores que moram em municípios com até 50 mil habitantes (53%).

            Já Bolsonaro vai melhor:

            • entre os que acham a gestão dele ótimo ou bom (83%, contra 82% em 9 de setembro);
            • entre evangélicos (48%, mesmo índice da semana passada);
            • entre os que vivem no Sul (41%, mesmo índice da semana passada);
            • entre homens (35%, ante 36% do levantamento anterior);
            • em domicílios em que ninguém recebe auxílio do governo federal (33%, contra 34% na semana passada);

            no levantamento atual, Bolsonaro passa a se destacar entre eleitores com ensino superior (37%).

        Comunicar erro
        Publicidade

        Comentários

        Publicidade