Publicidade

Ciro Gomes aposta em novo mote de campanha com ataques a Lula e Bolsonaro

Em busca de viabilizar sua candidatura até julho, o ex-ministro Ciro Gomes lançou nesta terça-feira (12/4) campanha que põe em dúvida a honestidade de Bolsonaro e Lula: "Tá em dúvida? Tá na hora de você olhar pro Ciro"

Por Isabel Dourado* em 12/04/2022 às 19:17:16
(crédito: Reprodução/AFP)

(crédito: Reprodução/AFP)

Apostando em um novo mote de campanha, o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, lançou nesta terça-feira (12/4) a propaganda: "Tá em dúvida? Tá na hora de você olhar pro Ciro". Baseado em pesquisas qualitativas, o ex-ministro alegou em suas redes sociais conseguir perceber a dúvida dos brasileiros na escolha de um representante para a Presidência.

Para fundamentar suas ideias, o vídeo de um minuto questiona tanto a honestidade do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tenta a reeleição, quanto a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Além disso, foca nos pontos de fragilidade de ambos políticos que lideram as pesquisas eleitorais.

Na abertura do vídeo, uma voz questiona a honestidade de Bolsonaro, além de sua falta de atenção aos pobres, as diversas gozações com as vítimas da covid-19 e o desrespeito a Deus e à família.

"Preste atenção, você ainda acha que seu candidato é honesto? Que vai limpar o Brasil dos corruptos? Que sabe governar? Que cuida dos pobres? Que respeita Deus e a família?", diz a narração.

Logo em seguida, mirando o ex-presidente Lula, o videoclipe ressalta as ideias antigas do petista. "Você começa a ver que não é só a cara, a voz ou os gestos dele que envelheceram, mas também as ideias. Não é verdade?", afirma ainda a narração.

O pedetista está atrás de Lula (34%) e Bolsonaro (30%). No entanto, aparece à frente do ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) e da senadora Simone Tebet (MDB-SP).

Ontem, em entrevista ao Atlantic Council, em Washington, Ciro disse que precisa demonstrar ser um candidato viável. A pesquisa mais recente do Ipespe — a primeira divulgada após a saída do ex-juiz Sergio Moro do Podemos e a sua filiação ao União Brasil, mostrou que o pedetista aparece em terceiro lugar entre os presidenciáveis, com 9% das intenções de voto.

Na visão do cientista político, Matheus Leone, o PDT tem se mostrado comprometido com a campanha de Ciro Gomes.

"Não se viu, até o momento, movimentos partidários no sentido de abandonar esse projeto. No entanto, caso Ciro Gomes continue no patamar atual sem conseguir se viabilizar, é possível que algumas lideranças, tendo em vista composições políticas nos estados, migrem para candidaturas como a de Lula", afirma Leone.

Estratégia

Ele completa dizendo que a estratégia de Ciro não é diferente das demais candidaturas que buscam ser alternativa à polarização entre Lula e Bolsonaro.

"Ainda é difícil perceber uma parcela do eleitorado disposta a fazer essa migração. Isso tem sido percebido nas pesquisas eleitorais", analisa. "Obviamente eleições são processos instáveis em que tudo pode acontecer, e temos que aguardar para ver se a estratégia adotada por Ciro renderá os resultados esperados. No entanto, o cenário que se parece cristalizar é o de polarização entre os dois candidatos que lideram as pesquisas."

Em entrevista ao Correio, o senador e ex-governador do Ceará Cid Gomes (PDT) afirmou que Ciro tem projeto. "Ele representa um conjunto de ideias, um conjunto de contestações do que representa as práticas políticas e econômicas."

*Estagiária sob a supervisão de Andreia Castro

Fonte: Correio Braziliense

Comunicar erro
Publicidade

Comentários

Publicidade