Publicidade

Operação contra pornografia infantil e estupros de vulnerável cumpre mandados na PB, Distrito Federal e mais 19 estados

S√£o cumpridos oito mandados de pris√£o preventiva e 104 de busca e apreens√£o

Por Portal Correio em 03/12/2021 às 17:07:59
Operação é comandada pela Polícia Federal em Pernambuco | Foto: Reprodução/Divulgação

Operação é comandada pela Polícia Federal em Pernambuco | Foto: Reprodução/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (3), a Opera√ß√£o Lobos II, para desarticular um grupo criminoso que utilizava a darkweb para a difus√£o de material de abuso sexual infantil no Brasil e em diversas partes do mundo. Na Paraíba, a Polícia Federal cumpriu uma ordem de busca e apreens√£o. O alvo n√£o foi divulgado. A opera√ß√£o ocorre em mais 19 estados e no Distrito Federal, totalizando oito mandados de pris√£o preventiva e outros 103 mandados de busca e apreens√£o.

De acordo com a Polícia Federal, os investigados atuavam na darkweb mediante divis√£o de tarefas, com a finalidade de produzir e distribuir imagens de abuso sexual contra crian√ßas e adolescentes e, ainda, alimentar a demanda por esse tipo de material.

Uma uni√£o internacional iniciada em 2016 permitiu a identifica√ß√£o de um brasileiro que hospedava e gerenciava cinco dos maiores sites de abuso sexual infantil do mundo. Os sítios e fóruns da darkweb eram divididos por tem√°tica. Dentre as categorias, estavam a de abusos com tortura e a de abusos contra crian√ßas de 0 a 5 anos. Os sites eram utilizados por mais de 1,8 milh√£o usu√°rios em todo o mundo.

As investiga√ß√Ķes continuaram em sigilo, permitindo a identifica√ß√£o e localiza√ß√£o de dezenas de criminosos no Brasil. Além da pris√£o de abusadores e consumidores dos materiais ilícitos, a Opera√ß√£o Lobos II visa o resgate de crian√ßas que se encontram em situa√ß√£o de extrema viol√™ncia.

Conforme a Polícia Federal, os investigados devem responder por venda, produ√ß√£o, dissemina√ß√£o e armazenamento de Pornografia Infantil e também por estupro de vulner√°vel.

Fonte: Portal Correio

Comunicar erro
Publicidade

Coment√°rios

Publicidade