19°C 34°C
Uiraúna, PB
Publicidade

Ceará lidera ranking de crianças alfabetizadas na idade certa em 2023, diz relatório do MEC

O estado teve 83% das crianças sabendo ler e escrever ao fim do 2º ano do ensino fundamental.

28/05/2024 às 16h34
Por: Redação Fonte: g1 CE
Compartilhe:
Ceará lidera ranking de crianças alfabetizadas na idade certa em 2023, diz relatório do MEC. - Foto: Fabiane de Paula/SVM
Ceará lidera ranking de crianças alfabetizadas na idade certa em 2023, diz relatório do MEC. - Foto: Fabiane de Paula/SVM

O Ceará foi o estado com maior porcentagem de crianças alfabetizadas na idade certa em 2023, conforme o Ministério da Educação (MEC). Ou seja, o estado teve 83% das crianças sabendo ler e escrever ao fim do 2º ano do ensino fundamental. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (28).

Os resultados do primeiro relatório do novo indicador foram apresentados durante reunião do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada.

“Esses dados mostram que estamos no caminho certo. Mas ainda temos muito a avançar. O Governo do Ceará não tem medido esforços e nem recursos para fazer a nossa educação crescer cada vez mais. Investir em educação é a garantia de um estado mais justo, humano e igualitário”, citou o governador Elmano de Freitas.

O índice foi calculado a partir do alinhamento nacional dos dados consolidados pelas avaliações aplicadas nos estados em 2023. O Compromisso foi lançado pelo MEC no ano passado, com o intuito de garantir o direito à alfabetização de todas as crianças do Brasil.

Ainda segundo o relatório, 56% das crianças brasileiras alcançaram o patamar de alfabetização definido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) para o 2° ano do ensino fundamental. Com o resultado, o Brasil recuperou o desempenho de alfabetização anterior à pandemia de Covid-19.

O Compromisso Nacional Criança Alfabetizada tem o objetivo de garantir que os alunos de 6 e 7 anos aprendam a ler e a escrever. No país, 100% dos estados e 99,8% dos municípios aderiram ao programa. Mais de R$ 1 bilhão já foi investido no programa, segundo o MEC.

O objetivo também é recompor as aprendizagens, com ênfase na alfabetização de todas as crianças matriculadas no 3°, 4° e 5° ano afetadas pela pandemia.

“Retomamos o patamar que era em 2019 [antes da pandemia da Covid]. Todos os estados melhoraram de 2021 para 2023”, disse o ministro Camilo Santana. O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2021 era de 36%.

Avanço pós-pandemia de Covid

O patamar alcançado pela nova política é semelhante ao percentual de estudantes alfabetizados no Brasil em 2019, segundo o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que era de 55% (entenda abaixo a diferença do atual programa para o Saeb).

"É importante de comemorar, mas ainda estamos muito longe, porque não queremos apenas metade das nossas crianças alfabetizadas na idade certa, queremos 100%. Progredimos, porém ainda temos um longo caminho a percorrer", avaliou Camilo Santana, ministro da Educação.

De acordo com o ministro, mais de R$ 1 bilhão foi repassado para os estados e municípios para desenvolver políticas locais de alfabetização, garantir a construção de cantinhos de leitura em escolas, formar gestores e professores, entre outras iniciativas.

Situação nos estados
Índice de crianças alfabetizadas na idade certa:

Brasil - 56%
Alagoas - 44%
Amapá - 42%
Amazonas - 52%
Bahia - 37%
Ceará - 85%
Espírito Santo - 68%
Goiás - 67%
Maranhão - 56%
Mato Grosso - 55%
Mato Grosso do Sul - 47%
Minas Gerais - 60%
Pará - 48%
Paraíba - 51%
Paraná - 73%
Pernambuco - 59%
Piauí - 52%
Rio de Janeiro - 52%
Rio Grande do Norte - 37%
Rio Grande do Sul - 63%
Rondônia - 65%
Santa Catarina - 61%
São Paulo - 52%
Sergipe - 31%
Tocantins - 44%

O que é o Compromisso e qual a diferença para o Saeb?

O Compromisso Nacional Criança Alfabetizada foi firmado pelo MEC em 2023, com o objetivo de articular ações municipais, estaduais e federais em torno de uma meta: garantir que 100% das crianças do 2º ano do ensino fundamental saibam ler e escrever.

Para que isso se torne possível, o governo criou uma ferramenta nova de avaliação, capaz de traçar um diagnóstico mais preciso da situação de cada rede.

Até então, a principal prova para “medir” os conhecimentos das crianças era o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica). Só que o foco dessa avaliação são os alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio, que respondem questões de português e matemática.

Há dois pontos frágeis no Saeb, no quesito de alfabetização:

  • em 2021, as crianças de 2º ano do ensino fundamental só participaram por amostra: ou seja, não foram todas que integraram o levantamento;
  • a avaliação é feita a cada dois anos, intervalo que impede um acompanhamento em tempo real dos problemas de aprendizagem.

Como solução, no Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, avaliações aplicadas por cada estado passaram a ser integradas aos dados do Saeb. Elas são:

  • anuais, para um monitoramento constante das crianças;
  • e censitárias, em vez de por amostra (ou seja, todos participam).

A ideia do MEC é, ao associar o Saeb e as provas estaduais, chegar a uma resposta mais precisa da situação de cada rede de ensino.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uiraúna, PB
21°
Tempo nublado

Mín. 19° Máx. 34°

21° Sensação
3.44km/h Vento
80% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
05h41 Nascer do sol
05h26 Pôr do sol
Sex 31° 19°
Sáb 32° 19°
Dom 31° 21°
Seg 31° 20°
Ter 31° 19°
Atualizado às 07h06
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias