Publicidade/DigiSat

Rio transborda, interdita rodovia e viagens de ônibus para Fortaleza são afetadas

Viagens de Natal e Recife para a capital cearense sofreram alterações de rotas e atrasos.

Por Gioras Xerez, g1 CE em 01/04/2024 às 16:14:50
BR-304 é totalmente interditada em Lajes após rio transbordar - Foto: Reprodução/Redes sociais

BR-304 é totalmente interditada em Lajes após rio transbordar - Foto: Reprodução/Redes sociais

Centenas de pessoas que tinham viagens de ônibus programadas para este fim de semana sofreram transtornos com o cancelamento devido à interdição de uma via afetada por uma inundação. A empresa Guanabara desviou, neste domingo (31), algumas rotas com destino para Fortaleza. Ônibus que deveriam sair de Natal e Recife sofreram atrasos de mais de uma hora, segundo relatos de alguns passageiros.

A empresa Guanabara informou ao g1 que segue as recomendações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e qualquer dúvida dos passageiros, a orientação é procurar a rodoviária ou os canais de atendimento da empresa.

A rodovia BR-304 foi totalmente interditada na cidade de Lajes, no Rio Grande do Norte, na tarde deste domingo, após o rio Salgado transbordar devido às fortes chuvas na região. A rodovia é a principal via de ligação entre Natal e Mossoró.

A interdição acontece entre os KM 204 e 206, nos dois sentidos, segundo a PRF. A jornalista cearense Pietra Geórgia passou o feriado em Recife e relatou das dificuldades de deixar Recife para Fortaleza.

"Quando cheguei na rodoviária me falaram que os ônibus não estavam passando por um trecho de Lajes e Mossoró. Estava todo alagado. Não foi enviado nada de oficial ou informações para gente. Algumas pessoas estão com problemas de remarcar suas viagens. Depois de uma hora eu consegui entrar no ônibus e o motorista disse que ia ter mudança na rota", afirmou.

Já o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes informou que uma equipe técnica do Serviço de Operações da Superintendência foi ao local para avaliar os danos causados pela incidência das fortes chuvas ocorridas na região, bem como verificar as condições de trafegabilidade da rodovia. Segundo o órgão, "é necessário que a chuva cesse para que uma vistoria mais profunda seja feita, a fim de um diagnóstico mais preciso".

Fonte: g1 CE

Comunicar erro
Publicidade/Eletrotech

Comentários

Publicidade/Armarinho Morais