Publicidade/DigiSat

Barroso diz que comandante do Ex√©rcito contribuiu para "pacificação do pa√≠s"

O comandante-geral da Força, Tom√°s Paiva, tamb√©m citou a importância de di√°logo entre as instituições republicanas

Por Luana Patriolino em 23/01/2024 às 19:58:43
"O país deve ser feito da unidade de todas as pessoas, independentemente das suas convicções", disse o presidente do STF durante a cerimônia. - (crédito: Nelson Jr./SCO/STF)

"O país deve ser feito da unidade de todas as pessoas, independentemente das suas convicções", disse o presidente do STF durante a cerimônia. - (crédito: Nelson Jr./SCO/STF)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso, firmou, nesta terça-feira (23/1), um acordo de cooperação com o Exército Brasileiro para instalação de uma usina fotovoltaica na Corte. Na ocasião, o magistrado enalteceu o comandante-geral da Força, Tom√°s Paiva, afirmando que ele "contribui para pacificar o país".

"De contribuição e colaboração graciosa, o Exército Brasileiro, hoje comandado pelo General Tom√°s Paiva, atua com grande efici√™ncia, com grande compet√™ncia. Um homem que conseguiu contribuir para a pacificação do país, que também é um projeto do Supremo Tribunal Federal", disse Barroso na assinatura do termo da parceria.

O Exército vai elaborar um projeto executivo para implantação de uma usina de energia fotovoltaica no Supremo, sem custos. Na solenidade de assinatura do acordo, o presidente do STF afirmou que a Corte e o Exército t√™m denominadores comuns que estão na Constituição.

"Agradeço a contribuição do Exército e do seu comandante, também cumprimento pelo importante papel que tem desempenhado à frente do Exército Brasileiro", disse Barroso. "O país deve ser feito da unidade de todas as pessoas, independentemente das suas convicções. Temos denominadores comuns que estão na Constituição e que nos unem a todos e nos agrega como nacionalidade", completou.

Tom√°s Paiva citou a parceria e destacou a importância do di√°logo entre as instituições. "Nosso QG j√° est√° com bom percentual de energia fotovoltaica. E isso mostra uma preocupação que é sinérgica de todas as instituições, de contribuir com o tema e de estar aproximando com o objetivo de elevar sempre o di√°logo entre as instituições, de uma maneira republicana, de maneira democr√°tica, para a gente poder crescer como país e como instituição", afirmou o general.

Fonte: Correio Braziliense

Comunicar erro
Publicidade/Eletrotech

Coment√°rios

Publicidade/Armarinho Morais