Publicidade/DigiSat

Casos de dengue caem 76% na Paraíba em 2023

Ao todo, o estado teve 8.800 casos prováveis de dengue, zika e chikungunya, no ano passado

Por Portal Correio em 15/01/2024 às 09:37:03
Mosquito da dengue. Foto: witsawat / stock.adobe.com

Mosquito da dengue. Foto: witsawat / stock.adobe.com

A Paraíba registrou uma redução de 76% nos casos prováveis de dengue em 2023, em relação ao ano de 2022. A informação foi divulgada no Boletim de arboviroses, da Secretaria de Estado da Saúde (SES), na última sexta-feira (12).

Ao todo, o estado teve 8.800 casos prováveis de dengue, zika e chikungunya, no ano passado. Também foram registradas dez mortes causadas pelas arboviroses nas cidades de Sousa, Baraúna, Sossego, João Pessoa, Campina Grande, Santa Rita e Sertãozinho. Uma morte segue em investigação.

Do total de casos, 7.240 foram de dengue, 1.449 de chikungunya e 111 de zika. Comparando ao ano de 2022, houve uma redução de 76% para os casos prováveis de dengue, de 92% para chikungunya e 82% para os casos prováveis de Zika.

Apesar da redução dos números de casos, a SES alerta para que a população siga com os cuidados para evitar a criação dos focos do mosquito Aedes Aegypti, principalmente, dentro de casa, nos quintais e jardins.

Pelo menos uma vez por semana, deve ser feita uma faxina para eliminar copos descartáveis, tampas de refrigerantes ou outras garrafas, não deixar água acumulada em pneus e adicionar cloro à água da piscina são algumas medidas que podem fazer toda a diferença para impedir o registro de mais casos de arboviroses, além de receber em domicílio o técnico de saúde devidamente credenciado, para que as visitas de rotina sirvam como vigilância.

Fonte: Portal Correio

Comunicar erro
Publicidade/Eletrotech

Comentários

Publicidade/Armarinho Morais