Publicidade/DigiSat

Paraíba registra 7.428 casos prováveis de dengue, chikungunya e zika em 2023

Informações estão em um boletim que foi divulgado nesta terça-feira (5) pela Gerência Executiva de Vigilância em Saúde.

Por g1 PB em 06/09/2023 às 07:29:43
Dengue, zika e chikungunya são transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti - Foto: Reprodução/GETTY IMAGES

Dengue, zika e chikungunya são transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti - Foto: Reprodução/GETTY IMAGES

A Paraíba registrou um total de 6.098 casos prováveis de dengue, 1.239 casos prováveis de chikungunya e 91 casos prováveis de zika, totalizando 7.428 casos notificados de arboviroses, até o começo de setembro. As informações estão no Boletim Epidemiológico que foi divulgado nesta terça-feira (5) pela Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

A SES alerta que os números podem apresentar uma subnotificação. Pois 47 dos 223 municípios paraibanos não têm registros de casos para arboviroses.

Ao todo 8.416 casos foram constatados como suspeitos por dengue na Paraíba, 72,46% são prováveis, 52,76% confirmados, e 25,54% descartados. Foram confirmados quatro óbitos nos municípios de Sousa, Baraúna e João Pessoa pela doença.

Em relação aos casos suspeitos de chikungunya, 69,03% foram prováveis, 56,10% confirmados e 30,97% descartados, com registro de um óbito confirmado em Campina Grande e um óbito em investigação no município de Santa Cecília, no Agreste.

Quanto à zika, foram notificados 181 casos suspeitos. Destes, 50,28% foram prováveis, 35,36% confirmados e 49,72% descartados. Não houve registro de óbito suspeito ou confirmado.

Segundo a SES, os dados mostram uma redução de 78% para os casos prováveis de Dengue quando comparados ao mesmo período do ano de 2022. Já para os casos prováveis de chikungunya, há uma redução de 93%. E para zika, a redução é de 86%.

Fonte: g1 PB

Comunicar erro
Publicidade/Eletrotech

Comentários

Publicidade/Armarinho Morais