Publicidade

Moraes dá 48 horas para Defesa apresentar documentos da auditoria das urnas

Presidente do TSE também deu cinco dias para que a defesa do presidente Bolsonaro se manifeste sobre a acusação de uso político das Forças Armadas

Por Victor Correia em 18/10/2022 às 12:50:36
- Foto: 05.12.2017/Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

- Foto: 05.12.2017/Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, determinou nesta terça-feira (18/10) que o Ministério da Defesa apresente, dentro de 48 horas, cópias dos documentos produzidos pelas Forças Armadas na auditoria do processo eleitoral.

"As notícias de realização de auditoria das urnas pelas Forças Armadas, mediante entrega de relatório ao candidato à reeleição, parecem demonstrar a intenção de satisfazer a vontade eleitoral manifestada pelo chefe do Executivo, podendo caracterizar, em tese, desvio de finalidade e abuso e poder", diz o presidente do TSE na decisão.

A decisão ocorre após representação do Diretório Nacional da Rede Sustentabilidade. Segundo o partido, o presidente Jair Bolsonaro (PL) usa as Forças Armadas para desacreditar o processo eleitoral. Moraes também deu cinco dias para que a defesa do presidente se manifeste sobre a acusação de uso político das Forças.

"Essa pretensão de envolvimento desvirtuado e direto das Forças Armadas no pleito eleitoral vem sendo instrumentalizada concretamente por meio de inúmeras 'sugestões' feitas neste Tribunal, a maior parte delas infundadas e sem qualquer suporte técnico, com o pretenso fim de dar maior confiabilidade ao sistema, sem nenhuma vulnerabilidade efetivamente apontar", diz a Rede em sua representação.

Fonte: Correio Braziliense

Comunicar erro
Publicidade

Comentários

Publicidade/Armarinho Morais