Publicidade

Bombeiro do "Programa Eliana" faz sucesso com venda de nudes; saiba quanto ele já faturou

Por Francisco Marcos Pereira em 24/09/2022 às 10:01:57

Fazendo sucesso como o bombeiro do “Programa Eliana”, o modelo Yuri Bonotto decidiu atender aos pedidos dos fãs e criar um perfil na Privacy, uma plataforma de venda de conteúdo erótico. O que o gaúcho de 32 anos não esperava era faturar tanto dinheiro com suas fotos e vídeos. “Meu público LGBTQIA+ é muito grande e eles sempre me pediram, desde a época que dançava na noite, logo que cheguei a São Paulo. Tanto que 80% do meu público na Privacy é LGBTQIA+”, contou Yuri em entrevista à Jovem Pan. Na plataforma, ele interage com os seguidores que desembolsam mensalmente R$ 89,90 por mês para ter acesso às postagens do modelo. Em alguns vídeos, ele chega a cobrar um valor à parte. “Tem conteúdo explícito, tem fotos sensuais, tem para todos os gostos.” Yuri criou seu perfil há três semanas e já sentiu uma mudança na sua vida financeira, que foi afetada na pandemia, uma vez que parte da sua renda vem de cachês que recebe para marcar presença em eventos. “A plataforma ajudou bastante, a gente tem que se expor, mas temos o retorno [financeiro]. Em menos de um mês, eu já faturei cerca de R$ 40 mil fazendo de 20 a 30 posts”, revelou.

Pedidos inusitados

Como a interação com os fãs assinantes da plataforma é virtual, o modelo acredita que eles se sentem mais à vontade para fazer pedidos ousados, que muitas vezes envolvem fetiches. Ele, no entanto, não vende fotos e nem vídeos personalizados. “Não faço nenhuma venda de conteúdo exclusivo. Tem várias pessoas que me pedem, por exemplo, fotos e vídeos dos meus pés, mas não me sinto confortável em fazer algo que a pessoa está me mandando fazer, posto o que me sinto confortável”, explicou. “O pedido mais inusitado que recebi foi de um cara que queria que eu vendesse meu xixi. Ele me ofereceu R$ 1 mil para eu vender uma garrafa de 500 ml.” Yuri não atendeu ao pedido do fã, mas começou a fazer alguns leilões, sendo o mais recente o de uma cueca usada. “Passei uns dois dias treinando com ela para ficar suada e leiloei por R$ 900.” A imagem do bombeiro, que foi associada ao modelo na atração dominical do SBT, tem ajudado Yuri a despertar interesse e também fantasias nos fãs.

Yuri Bonotto

Yuri Bonotto posta fotos sensuais e explícitas no seu perfil na Privacy – Foto: Reprodução/Instagram/yuribonotto.oficial

O modelo acredita que esse personagem faz sucesso por causa da farda e pelos trocadilhos envolvendo frases como “apagar o fogo” e “pegar a mangueira”. Nos bastidores do “Programa Eliana”, ele costuma ouvir muitas brincadeiras desse tipo tanto da plateia quanto de artistas que participam da atração: “Sempre tem umas cantadas do tipo: ‘Você apaga fogo?’. O David Brazil, por exemplo, sempre brinca. Mas nunca me desrespeitaram. O bombeiro é um personagem, algo caricato”, enfatizou Yuri, que é casado há nove anos com a atriz Leo Escobar. “Ela não tem ciúmes por causa da minha profissão, até porque antigamente as pessoas saíam dos realities shows e já iam posar nuas, a diferença é que hoje tem essas plataformas. Olhar não tem problema, o problema é se eu fizer alguma coisa. Ali no programa e na plataforma é um personagem, minha família inteira sabe que eu posto esses conteúdos. Tem fotos que tiro em casa e algumas é minha mulher quem tira.”

Reality show em vista

Para bombar ainda mais seu perfil na Privacy e conseguir mais trabalhos como modelo, Yuri, que sonha em comprar a casa própria, tem uma meta: “O meu objetivo é entrar em um reality show. Tentei entrar nesta atual edição de ‘A Fazenda’ e não consegui. Como disse a Deolane ao ser anunciada no programa, isso vai me ajudar a ter mais engajamento, a aparecer mais, a ter mais trabalho como modelo e influenciador e, assim, vou ganhar mais dinheiro. Enquanto isso, pretendo ir tocando meus projetos e continuar no ‘Programa Eliana’”. O intérprete do bombeiro também deixou claro que fica de olho em grupos que tentam comercializar seus nudes. “Já aconteceu. Existem grupos criminosos no Telegram que os caras cobram R$ 10 para liberar um conteúdo. Não são só fotos minhas, tem também do Tiago Ramos, do Thomaz Costa, ambos estão na ‘Fazenda’ agora, e de outras pessoas. Tem grupos que chegam a ter sete mil pessoas. Os fãs costumam me avisar quando estão vendendo meu conteúdo. Eu peço para minha equipe de advogados entrar em contato e notificar. Vazar nudes dos outros já é crime e comercializar é algo ainda pior”, concluiu.

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
Publicidade

Comentários

Publicidade/Armarinho Morais