Publicidade

Paparazzo revela "modos operandi" de Piqué para trair Shakira

Por Francisco Marcos Pereira em 17/09/2022 às 14:58:04

O paparazzo espanhol Jordi Martín, conhecido pro fotografar personalidades do mundo artístico e do futebol, contou ao podcast peruano Amor y Fuego as estratégias que o jogador Piqué, do Barcelona, usava para trair a cantora Shakira durante o casamento dos dois. “Quando Piqué vê uma garota, ele sabe perfeitamente as medidas que tem que tomar. Os dois vão a um hotel, mas a garota vai primeiro. Ele estaciona o carro, sobe para o quarto sozinho, a menina sobe sozinha. Os dois saem de lá sozinhos. Esse é o modus operandi que Piqué usa há muitos anos”, disse Martín. O fotógrafo também revelou uma traição do zagueiro com a atriz espanhola Núria Tomás. “Hoje ela está casada e feliz, acabou de se tornar mãe, mas até então era solteira. Esse encontro aconteceu no apartamento de Núria. Ele estava na concentração da seleção espanhola e foi de táxi para o apartamento de Núria. Encontraram-se por duas horas, depois ele voltou para o treino. Reportei essa informação para o irmão de Shakira há alguns dias. Shakira está ciente dessa infidelidade.”

Martín dedicou mais de uma década de sua vida na cobertura do ex-casal e dos eventos subsequentes à separação. Foi dele a primeira foto de Piqué com a sua nova namorada, a estudante de relações públicas Clara Chía. Segundo o paparazzo, Clara também foi uma das mulheres com quem o jogador traiu Shakira. Os dois se conheceram quando o então namorado da jovem — que é irmão de Riqui Puig — era funcionário de Piqué. “Piqué repara em Clara no jantar e pede o número de telefone. Nessa mesma noite, ela lhe dá o número. Após esse primeiro contato entre os dois, o jogador decide demitir o funcionário, irmão do melhor amigo de Piqué. A partir daí, eles começam a se ver por um mês, cada um traindo seus respectivos parceiros”, contou Martín em outro podcast, chamado El Flaco y El Gordo. Piqué já anunciou que deseja processar o fotógrafo por “intromissões que ultrapassam o limite da legalidade”. “Minha inimizade com o Piqué vem de muitos anos, tenho um relacionamento infeliz com ele”, disse Jordi Martín, que afirma ter feito apenas seu trabalho. “Sempre soube de suas andanças por Barcelona, ​​porque é uma cidade pequena.”

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
Publicidade

Comentários

Publicidade/Armarinho Morais