Publicidade

Entidades do agronegócio lançam carta em defesa da democracia

Nota pró-democracia foi divulgada nesta quarta-feira (3/8) por grupo que inclui empresas do agronegócio, setor financeiro, indústrias e entidades da sociedade civil

Por Victor Correia em 03/08/2022 às 17:56:42
(crédito: Wenderson Araujo/Trilux)

(crédito: Wenderson Araujo/Trilux)

A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura, grupo formado por 336 representantes de empresas do agronegócio, setor financeiro e sociedade civil, divulgou nesta quarta-feira (3/8) uma nota em defesa da democracia e do sistema eleitoral brasileiro. O documento será enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a parlamentares, ministérios e outras instituições.

"Nos últimos 37 anos, o Brasil dedicou-se a edificar um regime cidadão, de instituições sólidas e calcado no respeito à lei e no equilíbrio de direitos e deveres. Em seu alicerce estão eleições limpas, onde se manifesta a vontade popular", diz a carta da Coalizão. "O futuro que queremos depende do diálogo entre divergentes e do respeito ao resultado das eleições. Este deve ser um ponto pacífico entre todos os atores que se dispõem a representar a sociedade brasileira à frente de um Estado Democrático de Direito", continua.

A Coalizão foi criada em 2015 e defende pautas como o desenvolvimento sustentável e o mercado de carbono no contexto do agronegócio. A divulgação da nota ocorre em meio a manifestações de diversas entidades em defesa do sistema eleitoral brasileiro, incluindo a "Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito", que já reuniu mais de 710 mil assinaturas.

Entre as entidades que compõem a coalizão estão Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), Bayer, Carrefour, Nestlé e Vale.

Fonte: Correio Braziliense

Comunicar erro
Publicidade

Comentários

Publicidade