Publicidade

Ceará fecha maio com saldo positivo de empregos pelo quarto mês seguido

Saldo positivo foi maior que o registrado em abril e quase triplicou se comparado a maio de 2021.

Por G1 CE em 28/06/2022 às 19:54:54
Número de empregos quase triplicou no Ceará se comparado ao mesmo mês em 2021. - Foto: Reprodução/TV Globo

Número de empregos quase triplicou no Ceará se comparado ao mesmo mês em 2021. - Foto: Reprodução/TV Globo

O Ceará terminou maio com números positivos na geração de empregos. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (28) mostram que o estado contratou mais do que demitiu pessoas em postos de trabalho formais pelo quarto mês seguido.

Conforme o Ministério do Trabalho e Previdência, o estado registrou 45.390 novos empregos e 37.918 demissões em maio — um saldo positivo de 7.472 admissões, com variação relativa de 0,62%.

O saldo de maio representa alta frente a abril, quando o Ceará registrou 5.260 vagas preenchidas, segundo o documento. No entanto, na versão divulgada pelo ministério em abril, o estado contabilizava saldo de 5.304 contratações.

Se comparado ao mesmo mês em 2021, maio quase triplicou o número de empregos. Em maio do ano passado, o saldo de vagas preenchidas era 2.636 vagas. A variação é de 183,4%.

No acumulado do ano, o Ceará tem saldo positivo de 19.999 admissões. A variação relativa é de 1,68%, maior que a média do Nordeste (1,46%) e a quarta maior da região.

Altas consecutivas

Neste ano, os índices cearenses seguem positivos desde fevereiro, quando o saldo era de 7.764 vagas, seguido de março, com 2.127. O mês de janeiro foi o único com queda: houve 2.624 contratações a menos, segundo o Caged de maio.

O saldo positivo deste mês ficou atrás apenas da Bahia, que registrou 16.342 vagas preenchidas.

Índices de emprego no Brasil

No Brasil, houve saldo de 277 mil empregos com carteira assinada em maio, uma pequena melhora ao verificado no mesmo mês do ano passado — à época, foram abertos 266,4 mil empregos.

Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, foram criadas 1,05 milhão de vagas de emprego formal nos cinco primeiros meses deste ano. O número é menor que o registrado no mesmo período de 2021, quando foram gerados 1,16 milhão de empregos.

Fonte: G1 CE

Comunicar erro
Publicidade

Comentários

Publicidade